Inovação já!

Orientação financeira na praça

Em tempos em que Inovação vem se tornando cada vez mais a palavra de ordem no dia-a-dia das instituições,
o cooperativismo mostra toda sua capacidade de adaptação às novas tendências e tecnologias, preparando-se de forma criativa e inteligente para atender às exigências de um mercado altamente competitivo, apresentando soluções criativas e versáteis, como as desenvolvidas por algumas cooperativas do Sicoob. Confira a seguir.

Histórias de endividamento, problemas com cartão de crédito, dúvidas sobre finanças pessoais, organização do orçamento familiar, mistura do orçamento pessoal com o da empresa. Esses e outros temas foram abordados na ação gratuita de orientação financeira, aberta ao público, que aconteceu durante uma semana em maio no Rio de Janeiro. No total, 900 cariocas participaram do evento que tomou conta do Largo da Carioca, no Centro da cidade (foto acima), em busca de informações e dicas. Foram 400 participantes nas palestras e 500 pessoas atendidas nas clínicas financeiras.
Promovido pelo Instituto Sicoob em parceria com a Planejar (Associação Brasileira de Planejadores Financeiros) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Rio de Janeiro (Sescoop-RJ), a ação foi desenvolvida totalmente alinhada à 5ª Semana Nacional de Educação Financeira do Banco Central (BACEN).
O evento contou com um time de 120 voluntários que ministraram palestras diariamente, além de analistas e planejadores financeiros do Sicoob Central Rio e da Planejar, que tiraram dúvidas da população em clínicas financeiras individuais. Os temas mais procurados pelos cariocas foram: dívida com cartão de crédito, endividamento com bancos, financiamento, planejamento financeiro domiciliar, entre outros assuntos ligados à educação financeira.

Agência compartilhada, iniciativa inédita no cooperativismo brasileiro

Numa iniciativa pioneira no país, o Sicoob Central Rio inaugurou um novo espaço totalmente dedicado à integração e inovação dentro de sua agência compartilhada no Rio de Janeiro. Localizada no centro do Rio de Janeiro, o prédio de quase 500m² de área edificada está localizado em um corredor cultural da cidade. O lugar traz um conceito inovador para o sistema, com três andares que contam com serviços de agência, um espaço de co-working, biblioteca e eventos.
Com o aumento das transações via internet, as agências físicas são opções de atendimento e relacionamento com associados. O espaço, onde representantes das cooperativas podem trabalhar juntos, idealizado em 2015 com a abertura da primeira agência de rua da Central fluminense, já se tornou referência para o cooperativismo financeiro, pois permite integrar cooperativas e associados, além da divisão dos investimentos em estrutura.
No primeiro andar da agência compartilhada, os associados podem usufruir dos serviços de caixa eletrônico, atendimento pessoal e um espaço para café. No mezanino, o ambiente e a decoração já introduzem a proposta de incentivo à criatividade que se estende ao terceiro andar. Neste espaço, foi criado um lounge com mesas modulares, espreguiçadeiras, pufes e balanços. Todo o terceiro andar ficará disponível para o espaço de Criação e Inovação, sendo um andar inteiro dedicado para realização de eventos que possam gerar ideias que busquem desenvolver o sistema.
Estes dois ambientes estarão disponíveis para cooperativas atuantes no Rio de Janeiro utilizarem para eventos, reuniões e treinamentos e também para cooperativas de outros municípios que queiram atender na cidade. A decoração remete à ideia de criatividade a qual o espaço propõe, sobre visão de futuro, sustentabilidade e educação. No local, estão expostas obras cedidas por artistas plásticos como Marcos Lanzieiro, reconhecido pelo trabalho feito com materiais reciclados e reutilizados, e um painel de grafite desenvolvido pelo artista Marcelo Eco.
O conceito de agência compartilhada pensado em oferecer vários serviços aos associados e cooperativas é inédito no cooperativismo de crédito brasileiro. A iniciativa inovadora despertou o interesse internacional e será estudada pela Confederação Alemã de Cooperativas (DGRV).
“Com a inauguração desta agência, estamos iniciando um novo capítulo na história do cooperativismo de crédito, com a efetiva prática da intercooperação. Somos todos parceiros e nosso escopo será sempre o desenvolvimento do cooperativismo como meio de se obter melhor qualidade de vida”, explica Luiz Antônio Araújo, presidente do Sicoob Central Rio.
O espaço é compartilhado igualmente pelas singulares Sicoob Empresas, Cecremef, Fluminense e Coopjustiça.

%d blogueiros gostam disto: