Maricaenses conhecem cooperativismo de crédito

A Prefeitura de Maricá, em parceria com o Sistema OCB/Sescoop-RJ e o Sicoob Fluminense, promoveu o encontro “Maricá – Cidade da Economia Solidária – e o Cooperativismo de Crédito”. O evento lotou o auditório do Cinema Público Henfil, localizado no Centro do município da Região dos Lagos.

Durante o evento, o público pôde entender como o cooperativismo é capaz de promover as mudanças nas cidades e como o segmento Crédito é fundamental para isso. Para um melhor entendimento da questão, aconteceu uma palestra ministrada por João Carlos Leite, presidente do Sicoob Saromcredi, instituição de São Roque de Minas, em Minas Gerais. Ele comentou o histórico da cooperativa, criada na década de 1990, após o único banco privado sair do município, e como a instituição financeira mudou a realidade da cidade, localizada na Serra da Canastra.

Essa foi mais uma iniciativa da cidade em tornar-se uma cidade cooperativista. Em 2016, a Prefeitura assinou Termo de Cooperação Técnica com a OCB/RJ.

Encontro de capacitação do Cooperjovem
Com o objetivo de promover o intercâmbio dos projetos educacionais cooperativos entre os professores de Mendes, Maricá, Vassouras, Bom Jesus de Itabapoana e Campos, será realizado nesta sexta-feira, dia 20, no Windsor Guanabara Hotel, no Centro, o Encontro de Professores do Cooperjovem, no estado do Rio de Janeiro. O programa é uma iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) e, no Rio de Janeiro, conta com a parceria do Instituto Sicoob Rio.

O encontro tem como tema central a inovação na educação e reunirá 121 professores que participam do programa. Além do intercâmbio dos projetos, o encontro permitirá inserir assuntos complementares à educação, fomentar a permanência dos docentes no Cooperjovem e aumentar a intensidade dos projetos desenvolvidos por eles em conjunto com a comunidade escolar.

Frimesa terá maior frigorífico da América Latina
A Cooperativa central Frimesa, do Oeste do Paraná, começa nesta semana, no município de Assis Chateaubriand, a construção do maior frigorífico da América Latina, que terá capacidade de abate de mil cabeças de suíno por hora. Na primeira etapa, que deve ser concluída ainda em 2018, serão investidos R$ 600 milhões, gerando mais de três mil empregos diretos. Uma segunda fase de expansão, em 2024, prevê investimentos de mais R$ 350 milhões para que a cooperativa alcance até 2030 a capacidade de abater 15 mil suínos por dia.

O novo frigorífico ocupará uma área construída de 141 mil metros quadrados em uma propriedade de 115 hectares. Detalhes sobre o cronograma do projeto e de geração de empregos serão apresentados apenas às vésperas do lançamento da pedra fundamental.

Faculdade do Cooperativismo em MT
O Conselho Nacional de Educação, órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC), aprovou por unanimidade a criação da Faculdade do Cooperativismo do Mato Grosso (I.Coop).  A aprovação só foi possível após a instituição receber durante todas as avalições no processo de aprovação, a nota 4 do MEC, um Conceito Institucional de excelentes instituições que atuam no ensino superior, como a Fundação Getúlio Vargas (FGV).  Agora só falta a publicação da Portaria, que deve acontecer até o final deste ano.

%d blogueiros gostam disto: