Inovação é tema de encontro entre professores do Cooperjovem, no Rio

Com o objetivo de promover o intercâmbio dos projetos educacionais cooperativos entre os professores de Mendes, Maricá, Vassouras, Bom Jesus de Itabapoana e Campos, será realizado no próximo dia 20 de outubro, no Windsor Guanabara Hotel, no Centro, o Encontro de professores do Cooperjovem, no estado do Rio de Janeiro.

O encontro tem como tema central a inovação na educação e reunirá 121 professores que participam do programa. De acordo com a coordenadora do Instituto Sicoob Rio, Silvana Lemos, além do intercâmbio dos projetos, o encontro permitirá inserir assuntos complementares à educação, fomentar a permanência dos docentes no Cooperjovem e aumentar a intensidade dos projetos desenvolvidos por eles em conjunto com a comunidade escolar. “A ideia do encontro de professores do Cooperjovem pela primeira vez no Rio de Janeiro, é discutir e compartilhar experiências inovadoras para a educação, apresentar tecnologias, estudos, cases, projetos e propostas que ajudem a tornar o ambiente escolar o grande propulsor de transformação  e desenvolvimento local”, ressalta Silvana.

A primeira mesa do Encontro vai contar com a participação da mestre Marcia Padilha que desenvolve processos formativos para docentes tendo como base a tecnologia, criatividade, autoria e co-criação e do e doutor em educação Rafael Parente, também CEO da startup de educação Aondê / Conecturma. No período da tarde, o antropólogo e educador Tião Rocha trará em seu painel “Inovar, como?”, questionamentos sobre o conceito de inovação. O encontro se encerará com palestra-espetáculo “Sacoletras”, com especialista em questões essenciais de relacionamento, Claudio Thebas.

Sobre o Cooperjovem

O programa Cooperjovem é desenvolvido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) e executado pelas organizações estaduais em parceria com as cooperativas associadas. Trata-se de uma proposta educacional, baseada na relação ensino-aprendizagem, construída a partir dos princípios, valores e práticas que embasam a doutrina do cooperativismo. Ao estabelecer um diálogo entre educador, educando e comunidade, o Cooperjovem facilita a integração entre todos os envolvidos, promovendo o desenvolvimento das comunidades.

Sobre o Instituto Sicoob

O Instituto Sicoob para o Desenvolvimento Sustentável foi criado em 2004 com o objetivo de difundir a cultura cooperativista e contribuir para a promoção do desenvolvimento sustentável das comunidades. Atua nos estados do Amapá, Pará, Paraná e Rio de Janeiro, interagindo com as políticas e dinâmicas do sistema Sicoob, por meio de ações conjuntas e integradas com as cooperativas, e na formação de voluntários para promover o desenvolvimento local.  O Instituto Sicoob tem como finalidade o sétimo princípio do cooperativismo, o interesse pela comunidade, ao fomentar a promoção de futuros líderes comunitários com a cultura cooperativista.

%d blogueiros gostam disto: