Sicoob Central Rio atinge 45 mil associados em 2017

Mesmo com o cenário econômico brasileiro ainda em crise, as cooperativas vêm apresentando resultados satisfatórios frente aos desafios do mercado. Um exemplo disso é o Sicoob Central Rio, que atingiu a marca de mais de 45 mil associados no primeiro semestre de 2017. Sua carteira de crédito chegou a R$ 359 milhões em operações. No primeiro semestre, as cooperativas registraram aumento de R$ 65 milhões em depósitos totais. Além disso, com a abertura de novas agências, o Sicoob Rio conta hoje com 70 pontos de atendimento em sua área de atuação (Rio de Janeiro e Espírito Santo).

De acordo com a diretora do Sicoob Central Rio, Nábia Jorge, as cooperativas têm conseguido um relacionamento mais próximo e personalizado com os tomadores de crédito e serviços financeiros do que os bancos. “Mesmo com taxas menores e produtos e serviços mais baratos, ao final do ano, as sobras da cooperativa são distribuídas aos associados, conforme suas respectivas participações na utilização dos produtos e serviços da cooperativa”, explica a executiva.

Vale ressaltar que o Sicoob, maior sistema de cooperativas financeiras do país, registrou resultado de R$ 671 milhões no primeiro trimestre de 2017. O avanço foi de 15,4% em relação ao mesmo período em 2016, quando o saldo foi de R$ 581 milhões.

Nova legislação deverá facilitar atuação de cooperativas entre países
Países do Mercosul deverão criar legislação que dê amparo às cooperativas dos países do bloco para que atuem livremente na região. O assunto foi discutido, em Curitiba, durante a 43ª Sessão Plenária da Reunião Especializada de Cooperativas do Mercosul. O Departamento de Integração e Mobilidade Social do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), coordenou a seção nacional.

Também foi tratada a criação de um Fundo de Promoção de Cooperativas do Mercosul, com o objetivo de viabilizar recursos destinados para desenvolver o cooperativismo e manter a secretaria técnica em Montevidéu. Outro tema debatido foi a de que viabilizem meios de inserção das cooperativas em novos mercados, com apoio da Reunião Especializada. As principais frentes de atuação de grupo de trabalho criado serão: mapear possíveis parcerias entre cooperativas em região de fronteira; organizar missões comerciais de cooperativas do Mercosul, participar de eventos internacionais de comércio, além de trabalhar para o acesso conjunto a mercados.

Aprendizes viram vereadores por um dia
Alunos do Programa Aprendiz Cooperativo visitaram em 11 de setembro à Câmara dos Vereadores de Niterói. Os jovens, além de conhecerem a Casa Legislativa, participaram de uma sessão simulada, onde puderam apresentar Projetos de Lei e debater os respectivos temas. A visita fez parte da disciplina “Políticas Públicas”, que compõe a grade curricular do Programa, realizado pelo Sescoop/RJ em parceria com a Unimed Leste Fluminense.

Durante a sessão, dois Projetos de Lei foram apresentados pelos aprendizes. Um estimulava o turismo em Niterói, apontando as potencialidades da cidade e outro, a reciclagem de materiais eletroeletrônicos. As duas iniciativas foram feitas em sala de aula, em grupos, em que cada estudante buscou informações que deram subsídios para os documentos.

Bases_450 x 450 px_ClaudioPor Cláudio Montenegro. Jornalista, editor chefe da Rio Cooperativo, diretor geral da Montenegro Grupo de Comunicação.

claudio.montenegro@montenegrogc.com.br

%d blogueiros gostam disto: