IV Cúpula das Cooperativas das Américas será em novembro

(Montevideú – Uruguai) A capital do Uruguai, Montevidéu, sediará a IV Cúpula das Cooperativas das Américas. Com o “Cooperativas, Associatividade para o Desenvolvimento Sustentável”, o evento será realizado de 14 a 18 de Novembro, reunindo mais de 1.000 pessoas entre líderes cooperativistas das Américas, participantes, parlamentares, diretores dos institutos públicos de promoção cooperativa do continente e dirigentes de cooperativas de todo o Uruguai.

A Cúpula inclui o conjunto regional da Aliança Cooperativa Internacional (ACI) e suas redes e oportunidades setoriais e temáticas para o intercâmbio de instituições públicas e parlamentares e integrar o congresso internacional de direito cooperativo.

No evento, será emitida a Declaração de Montevidéu, com o alinhamento estratégico das cooperativas nas Américas e a definição das comissões setoriais e temáticos, o aprofundamento do intercâmbio regional de experiências e promover a intercooperação e o posicionamento do cooperativismo nos âmbitos nacional, regional e continental.

Oportunidade para cooperativismo uruguaio

A ACI-Américas é a organização regional da Aliança Cooperativa Internacional e está sediada em San José, Costa Rica e grupos de cerca de 150 milhões de membros de cooperativas em diversos ramos, tais como a produção, poupança e crédito ou de saúde. Ela reúine cerca de 230 mil cooperativas e organizações membros em quase todos os países da região.

O diretor regional das ACI-Américas, Manuel Mariño, ressaltou que a realização do evento se deve ao momento do cooperativismo uruguaio. Segundo Mariño, desde 1998 o Uruguai não recebe um evento desta magnitude e o segmento cooperativo do Uruguai tem a chance de mostrar a sua diversidade. “No Uruguai, existem cooperativas de todos os tipos e em determinadas áreas que não existem em outros países, tais como cooperativas sociais, habitação e trabalho associado”, disse ele.

“Nós acreditamos que é uma oportunidade importante para o movimento cooperativo uruguaio pode apresentar todas as suas experiências e, por sua vez, promover uma troca de experiências com as cooperativas em outros países”, afirmou Mariño.

Durante o lançamento da Cúpula, o primeiro vice-presidente da Confederação Uruguaia de Cooperativas Organizações (CUDECOOP), Juan Carlos Canessa disse que o sistema cooperativo é uma ferramenta que tem se mostrado “muito capaz nos momentos mais críticos e, assim, terá a oportunidade de ouvir as experiências de outros países que também possuem cooperativas”.

Ele lembrou que o sistema cooperativo possui mais de 130 anos no Uruguai, passando por várias crises diferentes. “Esta é uma oportunidade de alcance extraordinário para melhorar essas ferramentas”, finalizou Canessa.

Fonte: La Red 21/Uruguai

%d blogueiros gostam disto: