Chip desenvolvido por cooperativa diminui erros na estocagem do café

cafe-informacoes2Um chip desenvolvido pela Cooperativa dos Cafeicultores de Paraguaçu (MG) aumenta o controle e diminui a chance de erro na estocagem e rastreamento do café. A ferramenta foi desenvolvida pelo Departamento de Tecnologia da própria cooperativa. Através dele, produtores rurais vão poder acompanhar informações sobre o café deles na cooperativa através de um aplicativo de celular.

Hoje a cooperativa tem capacidade para guardar até 4 mil bags de café por vez. E com tanto café que chega e sai o tempo todo, há a necessidade de um maior controle.

Era uma dificuldade extrema, primeiro porque o produtor gostava de trazer o café dele aqui em sacaria toda arrebentada, o peso nunca batia”, disse Nilson Andrade, presidente da cooperativa

O sistema automático de rastreabilidade foi implantado há cerca de 2 anos. Com ele, toda carga de café que chega no armazém recebe um cartão, que tem um chip. Nele, estão informações de procedência, peso, lote e até o local onde o bag será armazenado.

“Nós controlamos o café individual de cada produtor. Nós precisamos do controle porque nós controlamos lote de café, bebida, tipo de café, qualidade do café. Então é necessário ter um controle bem eficiente para não ter o problema de misturar o café do produtor”, disse o gerente de armazém, Paulo Miranda.

Tudo é transmitido para o computador das empilhadeiras, que só conseguem fazer a alteração de lugar, por exemplo, se isso for autorizado. Caso o contrário, os sensores no chão travam a máquina na hora.

O sistema de identificação funciona por meio de radiofrequência, uma tecnologia que já vem sendo utilizada em várias empresas para facilitar esse tipo de processo. Para driblar o custo da contratação de serviços e softwares já existentes, a cooperativa de Paraguaçu desenvolveu a própria ferramenta. O processo de criação levou cerca de 1 ano.

“Todo o processo de inovação, de informatização, tem a finalidade gerar uma segurança maior e uma economia no processo. Nós podemos falar que com essa nova tecnologia que nós implementamos, nós conseguimos as duas coisas, primeiro a segurança no processo, com informações corretas e fidedignas, mas também uma redução no custo operacional”, disse o gerente geral da cooperativa, Renato José de Melo.

Um aplicativo de celular também foi desenvolvido para que todas essas informações possam ser acompanhadas em tempo real também pelos produtores. O lançamento oficial deve ser feito ainda neste mês.

Fonte: G1/EPTV

%d blogueiros gostam disto: