Brasil possui 80 cooperativas do Ramo Mineral

Bases_450 x 450 px_ClaudioPor Cláudio Montenegro. Jornalista, editor chefe da Rio Cooperativo, diretor geral da Montenegro Grupo de Comunicaçãomontenegrocc@montenegrocc.com.br

O Sistema OCB divulgou o resultado do diagnóstico do Ramo Mineral, realizado desde junho. O objetivo foi conhecer as cooperativas do setor, analisar as dificuldades para o crescimento e as oportunidades para fortalecimento. O maior desafio encontrado é a fidelização dos cooperados, além da gestão administrativo-financeira. O Ramo Mineral está representado por 80 cooperativas e, aproximadamente, 74 mil cooperados. O segmento também gera 239 empregos diretos. Do diagnóstico, participaram 32 cooperativas.

A pesquisa também revelou que mais de 60% das cooperativas minerais do país atuam em regime de Permissão de Lavra Garimpeira (PLG), sendo que 67% deste total compõem o segmento de extração e, 21%, trabalha com foco no ouro como matéria-prima. Além disso, a maior parte destas cooperativas, 64%, trabalha a céu aberto.

OCB/RJ se posiciona contra extinção do DRM/RJ

A OCB/RJ, através do representante estadual do ramo Mineral, Gilmar Prado Jacob, enviou moção ao governador licenciado Luiz Fernando Pezão para que seja revista a iniciativa de extinguir o Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro (DRM/ RJ) e incorpora-la ao Instituto Estadual do Ambiente (INEA). Para a OCB/RJ, o DRM/RJ, além de fomentar a mineração, vem de forma sistemática inovando em diversos segmentos da mineração, apoiando, incentivando e organizando pequenos mineradores em Cooperativas de Mineradores, visando dar maior sustentabilidade e buscando a garantia de renda de forma democrática e solidária em diversos locais do Estado”.

Presidente da Unicred assume coordenação do CECO

O presidente da Unicred Brasil, Léo Trombka, assumirá em maio, a Coordenação Nacional do Conselho Consultivo de Crédito da Organização das Cooperativas Brasileiras (CECO). O Conselho propõe ações voltadas ao fortalecimento e desenvolvimento do cooperativismo de crédito brasileiro. Léo Trombka visa o direcionamento dos esforços ao planejamento e realização de ações estratégicas em busca de resultados efetivos, além de contribuir para uniformizar as ações da OCB destinadas ao cooperativismo de crédito brasileiro.

Academia das cooperativas alemãs no Recife

O coordenador educacional da Academia das Cooperativas Alemãs (ADG), Stefan Daferner, participou de encontro com representantes do ramo crédito na sede do Sistema OCB/PE. Em 2015, ele recebeu um grupo de intercambistas pernambucanos que foram ao centro educacional em busca de novas vivências no ramo crédito. O intercâmbio pôde oferecer aos presidentes e representantes das cooperativas de crédito uma nova perspectiva de negócio, variações de atividades que possam ser desenvolvidas a médio e longo prazo, além de possibilidade de parcerias.

%d blogueiros gostam disto: