Crise ou oportunidade?

Bases_450 x 450 px_Claudio

Por Cláudio Montenegro, editor-executivo da Rio Cooperativo*

O Brasil passa por uma crise sem precedentes, porém, mais grave que a tsunami que vem abalando a economia do país, uma crise moral vem manchando profundamente a recente história brasileira, pondo em cheque a credibilidade da nação.

A cada dia, mais empresas vêm fechando suas portas e o número de desempregados vem crescendo assustadoramente, como resultado direto de decisões equivocadas de um governo à beira do caos.

O cenário em muito lembra os idos de 1844, em Rochdale, Inglaterra, em plena Revolução Industrial, quando o cooperativismo surgiu como uma luz no fim do túnel para um grupo de tecelões. Em meio àquela crise, a oportunidade se fez presente, e o cooperativismo passou a ser um contraponto às dificuldades que os empregos formais então enfrentavam.

As cooperativas se espalharam por todo o planeta e hoje são um grande exemplo para os tempos de dificuldade.

As cooperativas de crédito vêm se consolidando cada vez mais como o modelo mais bem-sucedido em meio às instituições financeiras tradicionais, enfrentando com muita pujança os abalos do sistema financeiro.

As cooperativas agropecuárias têm se destacado na balança de exportações, trazendo elevadas divisas para o país.

No cooperativismo de saúde, as Unimeds e Uniodontos vêm fazendo um belo papel no cenário nacional, levando a seus cooperados o tão sonhado retorno que a profissão almeja.
As cooperativas de eletrificação ganham cada vez mais espaço num ambiente de grande concorrência, apresentando-se como uma alternativa energética mais econômica e sustentável.

As cooperativas de trabalho seriamente administradas também têm representado uma saída viável para o desemprego, enquanto o ramo transporte continua bem representado por cooperativas de táxis, cargas e turismo.

A força das cooperativas é um fato concreto e merece toda a atenção da sociedade e do mercado em geral, permitindo traçar novos rumos para a economia brasileira e sonhar com um país em que a união de esforços em prol de um objetivo comum seja uma prática cada vez mais frequente.

Boa leitura e saudações cooperativistas!

%d blogueiros gostam disto: