Evento celebra 45 anos de fundação da OCB/RJ

Bases_450 x 450 px_ClaudioPor Cláudio Montenegro. Jornalista, editor chefe da Rio Cooperativo, diretor geral da Montenegro Grupo de Comunicaçãomontenegrocc@montenegrocc.com.br

Dirigentes de cooperativas, políticos e representantes de organizações sociais participaram no último dia 24 de março da celebração dos 45 anos da OCB/RJ. Durante o evento, o presidente do Sistema OCB/RJ, Marcos Diaz, afirmou que o cooperativismo fluminense está retomando o ritmo de crescimento. “Cada vez mais temos sido reconhecidos como instituição representativa das cooperativas, com abertura nas mais diversas esferas governamentais”, disse o dirigente.

De acordo com a própria OCB/RJ, o cooperativismo é um dos segmentos econômicos que mais crescem no Estado do Rio de Janeiro. Até o mês de janeiro de 2016, o número de cooperados chegou a 189.054, ante os 187.629 associados registrados no final de 2014.

Ainda durante a solenidade, aconteceu uma homenagem às mulheres cooperativistas, alusiva ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março. Foram homenageadas a presidente da Cooperativa de Trabalho e Produção de Catadores de Materiais Recicláveis (Coopfuturo), Evelin Marcele, a representante estadual do ramo Educacional, Adelina Salles, a conselheira do Sescoop/RJ, Inês Salles, e a representante do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim), Ângela Freitas.

Cooperativa pernambucana promove amostra da agricultura sem agrotóxicos

A Cooperativa de Desenvolvimento da Agricultura Familiar de Pernambuco (Coopeafa) realizou uma amostra de alimentos cultivados sem agrotóxicos. O projeto Folhagens Saudáveis beneficiou 170 moradores da cidade de Bonito, localizado a 145 quilômetros de distância do Recife, capital pernambucana.

De acordo com a cooperativa, o objetivo do evento foi mostrar aos agricultores da região que é possível o cultivo de alimentos mais ricos em nutrientes, gastando pouco e com uma regularidade na produção.

Programa do BNDES beneficia cooperativas de transporte de cargas

Cooperativas de transporte podem inserir seus associados como beneficiários da linha de financiamento Procaminhoneiro. Transportadores autônomos, transportadores associados a cooperativas de transporte rodoviário de cargas e microempresários com renda anual igual ou inferior a R$ 2,4 milhões, em todos os casos passam a ter direito ao financiamento de caminhões, chassis, caminhões-tratores, carretas, cavalosmecânicos, reboques e semirreboques devidamente registrados no órgão de trânsito competente.

Ainda segundo o Banco, carrocerias para caminhões, credenciados no Credenciamento de Fornecedores Informatizado (CFI) do BNDES ou, no caso de equipamentos usados, que no ano de apresentação do pedido de financiamento ao BNDES tenham completado até 15 anos, também poderão ser adquiridos, assim como os sistemas de rastreamento novos, credenciados no CFI do BNDES.

%d blogueiros gostam disto: