Geração de energia própria vai atingir mais de 1 milhão de brasileiros nos próximos anos

Fachada_da_ANEELA Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) fez projeções de que até 2024 cerca de 1,2 milhão de residências no Brasil vão contar com energia produzida pelo sistema de geração distribuída. Isso permite que o consumidor instale pequenos geradores de fontes renováveis, como painéis solares e microturbinas eólicas, e troque energia com a distribuidora local, com objetivo de reduzir o valor da conta de luz.

As novas regras aprovadas pela Aneel para a geração distribuída no país estão em vigor desde 1º de março. A norma possibilita que um grupo de pessoas criem uma cooperativa, instalem uma micro ou minigeração distribuída e utilize a energia gerada para reduzir as faturas dos consorciados ou cooperados. Essa mudança vai possibilitar que mais pessoas adotem a geração compartilhada, fazendo com que o retorno do investimento seja muito mais rápido, além de facilitar o acesso ao crédito cooperativado.

Também foi autorizado pela Aneel que o consumidor gere energia em um local diferente do consumo. Por exemplo, a energia pode ser gerada em uma casa de campo e consumida em um apartamento na cidade, desde que as propriedades estejam na área de atendimento de uma mesma distribuidora. A norma também permite a instalação de geração distribuída em condomínios. Nesse caso, a energia gerada pode ser repartida entre os condôminos em porcentagens definidas pelos próprios consumidores.

%d blogueiros gostam disto: