Unidades estaduais avaliam Dia C 2015 e preparam a edição 2016

diacQue o programa intitulado Dia C (Dia de Cooperar) ganhou o Brasil de maneira extremamente satisfatória, não se tem dúvidas. E foi justamente pensando na melhoria contínua dos processos que envolvem essa ferramenta de transformação social que comunicadores e promotores sociais do Sistema OCB estiveram reunidos, nesta quinta e sexta-feira, para a apresentação dos resultados de 2015 e proposição de metas e melhorias para a próxima edição, em 2016.

Resultados esses que demonstram uma curva intensa de crescimento, tanto na quantidade como na qualidade das ações desenvolvidas. É o que comenta a gerente de Desenvolvimento Social de Cooperativas, Maria Eugênia Ruiz Borba: “Esse foi o segundo ano que realizamos o Dia C, nacionalmente. E de 2014 para cá, o interesse das cooperativas em aderir ao programa vem aumentando dia após dia. De aproximadamente 980 mil beneficiados passamos para a marca de 2,4 milhões – até o momento”, ressalta a gestora, enfatizando que o Dia C se trata de um programa com ações continuadas e que os números oficiais somente serão contabilizados ao final do exercício, em dezembro.
Para a gerente de Comunicação do Sistema OCB, Daniela Lemke, o Dia C é, além de tudo, uma ferramenta estratégica de divulgação do cooperativismo brasileiro. Uma oportunidade de ressaltar os benefícios desse movimento agregador: “Durante as ações do Dia C, podemos destacar os números que tornam o Sistema Cooperativista Brasileiro representativo no país. A ideia é mostrar a força social e econômica das cooperativas brasileiras neste momento em que a mídia espontaneamente se volta para o setor”, resume a gestora.
Além de projetar as ações para 2016, os participantes do Encontro Nacional de Avaliação do Dia C 2015 tiveram a oportunidade de apresentar suas sugestões específicas de melhorias; aquilo que é sentido diretamente na base, junto às cooperativas, com o objetivo de aprimorar o processo e seus resultados. “Nós precisamos dessa interlocução, desse trabalho integrado, para proporcionar aos nossos cooperados ferramentas cada vez atuais, mais funcionais. O empenho de vocês aqui, se debruçando sobre cada detalhe para o crescimento do projeto reflete a vontade do Sistema OCB em ser cada vez melhor para o nosso público principal – as cooperativas – e, como nos é natural, para a sociedade”, frisou o superintendente, Renato Nobile, no encerramento das atividades.

%d blogueiros gostam disto: