2015: ano do desafio

MyrianLund_webMyrian Lund, professora e planejadora financeira, CEO do portal Viva Plenamente: www.vivaplenamente.com.br

Por conta do prognóstico tão amargo para a economia brasileira, muitas famílias estão segurando as rédeas das suas finanças pessoais, o que é fantástico.

É verdade, pois podemos transformar a ameaça em oportunidade! Oportunidade de se organizar e de se planejar para este e futuros anos, utilizando os instrumentos que estão a nosso alcance e a nosso favor! Como? Seguindo cinco passos:

1o passo: Qual o seu sonho, a sua visão de futuro? O que você deseja para a sua vida no curto, médio e longo prazos? Escreva numa página ou cartolina e prenda num lugar visível, para que sirva como uma bússola, para que o pensamento não seja influenciado por armadilhas ou novas ideias momentâneas, que atrapalharão o atingimento dos sonhos.

2o passo: Faça seu orçamento: renda líquida mensal (sem considerar receitas extras e esporádicas); e quanto está disposto a investir mensalmente. O mínimo recomendável é 10% do que recebe mensalmente. Estime as despesas por blocos: moradia, alimentação e limpeza, transporte, saúde, educação, lazer, pessoal, parentes, despesas bancárias e cartão de crédito.

3o Passo: Faça uma reserva de emergência que deve chegar a, no mínimo, três salários mensais para fazer frente às eventualidades. Esta reserva é muito importante para garantir que você não utilize (nunca) o cheque especial, nem deixe de pagar integralmente a fatura do cartão de crédito. As Cooperativas Financeiras oferecem o RDC, que é a melhor aplicação no momento, melhor até que a poupança, apesar da cobrança de imposto de renda. Possui a garantia do Fundo Garantidor Cooperativo (FGCoop) de até R$ 250.000, acompanha a taxa de juros da economia e tem liquidez diária (pode sacar a qualquer momento com rendimento garantido até o dia do resgate). Se não puder começar com 10% do seu salário ou receita mensal, separe o que for possível, R$ 100 ou R$ 50. O importante é colocar o dinheiro para trabalhar para você, o quanto antes.

4o Passo: Está com dívidas? Vamos ver se é crédito bom, aquele financiamento ou empréstimo, com baixa taxa de juros, e que ajuda a alavancar sua vida, como por exemplo financiamento de imóvel, empréstimos para reforma de imóvel ou compra de eletrodomésticos. Neste caso, você pode ir pagando com calma e, simultaneamente, fazendo a reserva de emergência. Entretanto, se for crédito ruim, como dívida de cheque especial e cartão de crédito, que possuem taxas de juros altíssimas, renegocie por crédito mais barato, consultando, a priori, a planilha financeira para ter certeza de que vai conseguir pagar a prestação, se a prestação cabe no “bolso” para não entrar novamente no cheque especial. As Cooperativas Financeiras oferecem, em geral, taxas de juros mais baixas nos empréstimos e financiamentos comparativamente aos bancos.

5o passo: Foque nos seus objetivos. É o foco nos sonhos que transforma a vida de uma pessoa ou família. As escolhas são muitas, é necessário priorizarmos. Exemplo: você tem três convites para o próximo feriado. Não é possível estar nos três lugares ao mesmo tempo. Você e sua família terão que escolher onde desejam ir. Assim ocorre com o dinheiro, queremos comprar vários itens, mas temos que selecionar o que é mais importante para atingir os sonhos desejados.

Utilizando esses cinco passos, envolvendo a família quando for o caso, com certeza sua vida será diferente, com maior qualidade de vida, e você não sentirá tanto a crise no Brasil, quanto outras pessoas que não estão fazendo nada para otimizar a situação.

%d blogueiros gostam disto: