GT do Táxi inicia discussão sobre aplicativos

taxis-rj

O grupo de trabalho criado pelo Sistema OCB para deliberar sobre as demandas das cooperativas de taxistas, um dos segmentos do Ramo Transporte, teve sua primeira reunião hoje em Brasília. A gerente geral da OCB, Tânia Zanella explicou que a atuação do GT do Táxi, como tem sido chamado, é vista com muita positividade.

“É uma demanda dos estados e eles contam muito com as proposições desta equipe para temas difíceis e, por vezes, até polêmicos. O Ramo Transporte tem avançado bastante em diversos aspectos e a Diretoria da OCB aguarda com muita expectativa pelos desdobramentos do trabalho deste GT”, comenta a gerente geral.

Os objetivos do GT de Taxi são debater, propor e criar estudos técnicos e ações direcionadas ao aprimoramento das rotinas que envolvem as cooperativas de taxistas. Hoje, a equipe discutiu uma agenda de prioridades, periodicidade de reuniões e responsabilidades de cada integrante do GT.

Também foram foco dos debates os aplicativos de smartphones que agilizam o contato entre o cliente e o taxista, especialmente o UBER, equipamento norte-americano que passou a ser utilizado no Brasil. O referido aplicativo tem como finalidade permitir que particulares cadastrados possam ser contratados por usuários e, assim, prestar serviços de transporte individual remunerado de passageiros, sem a devida permissão.

O GT foi constituído na última reunião do Conselho Consultivo do Ramo Transporte, realizada em Fortaleza/CE no dia 23 de abril. Ele é composto por representantes dos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Rondônia, Pará, Bahia, Amazonas e Distrito Federal.

Fonte: Brasil Cooperativo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


%d blogueiros gostam disto: