Expotáxi Brasil e Fenacargo reúnem mais de 4.200 pessoas no Riocentro


Gerais da Feira (18)Durante três dias, taxistas e transportadores de cargas acompanharam as principais tendências dos setores

O Riocentro sediou em setembro as feiras Expotáxi Brasil e Fenacargo. Durante os dias 26, 27 e 28 mais de 4.200 pessoas visitaram o espaço, que contou com seminário de aplicativos, fóruns e palestras. Foram movimentados mais de R$ 4 milhões de reais. Também foi lançada a Rede Transporte, que permitirá reduzir custos e aumentar a competitividade das cooperativas e empresas do segmento do transporte de cargas e passageiros por meio do ganho de escala.

Além disso, tanto a Expotáxi Brasil quanto a Fenacargo serviram para formalização de parcerias. Inúmeros profissionais do táxi se cadastraram em projetos de capacitação profissional realizados pelo Sistema OCB/Sescoop-RJ e o Sest-Senat.

Para o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Cargas e Logística do Rio de Janeiro (Sindicarga), Francesco Cupello, eventos deste porte servem para ajudar no planejamento do sistema de mobilidade urbana. “Tiramos uma lição sobre a importância de planejar o futuro da cidade e do país. Além disso, conseguimos debater projetos de organização de logística que é vital ao nosso dia-a-dia e, sem ela, é impossível que ocorra o desenvolvimento ao nosso redor”, disse.

Eduardo Rebuzzi, presidente da Federação do Transporte de Cargas do Estado do Rio de Janeiro (Fetranscarga), destacou: “Este debate deve acontecer cotidianamente, porque a atividade econômica de transporte é dinâmica. Eventos como este ajudam a melhorar o Brasil. Esse é, com certeza, o primeiro de muitas Fenacargos. O que vivenciamos aqui superou nossas expectativas.”

Para Marcos Diaz, presidente do Sistema OCB/Sescoop-RJ, a feira foi uma oportunidade de desenvolver parcerias para o desenvolvimento em conjunto de empresas e cooperativas. “Representantes de 21 estados brasileiros participaram e, desta forma, conseguimos  fundar uma rede de negócios e também iniciamos debates de forma mais detalhada sobre temas como mobilidade e logística. O evento é de grande importância para começarmos a entender o país e buscarmos soluções no que tange ao transporte”, contou.

O consultor regional de vendas diretas da Toyota, Fernando Klein, afirmou que o evento é uma oportunidade de aproximação maior com taxistas e consumidores. “Na Expotáxi ficamos mais perto dos formadores de opinião pois os taxistas são referência para os nossos testes em veículos. Eles transformam o carro em escritório e, pensando nisso, buscamos cada vez mais essa aproximação para criarmos carros mais confortáveis e duráveis. Foi uma honra participar deste evento”, disse.

Segundo o diretor-executivo da Montenegro Grupo de Comunicação, Cláudio Montenegro, a realização conjunta da Expotáxi Brasil e da Fenacargo é a concretização de um sonho. “Esse ano o desafio só aumentou, pois a feira passou a ser de âmbito nacional.

Graças a boas parcerias, estamos conseguindo sucesso neste evento inédito no Rio de Janeiro para debater e buscar as oportunidades que estão ao nosso redor”, ressaltou.

Apresentações

Foram realizados durante os três dias de evento fóruns sobre mobilidade urbana, segurança no transporte de cargas e passageiros e temáticas que envolveram a área jurídica, com detalhes que contemplaram as necessidades do segmento.

Expotáxi Brasil e Fenacargo contaram com cerca de 60 expositores, de grandes montadoras a empresas de equipamentos para veículos e caminhões. Muitas, para demonstrarem seus produtos, promoveram palestras. A BSG Consultores, por exemplo, desenvolveu um aplicativo que indica quando o motorista está fadigado demais para assumir a direção.

A AssistCar, empresa especializada em legislação de trânsito, demonstrou algumas ações de defesa de motoristas que receberam multas indevidas. Atualmente, cerca de 70% dos clientes da AssistCar são taxistas, que tentam reverter o processo para continuar exercendo a profissão.

O Banco do Brasil apresentou as vantagens para o profissional do táxi, como financiamentos para a compra de veículos novos. Já o Banco Bonsucesso apresentou a Conta Giro Certo, um produto exclusivo e inovador no mercado financeiro, que permite a antecipação dos recebíveis a juros zero.

Aplicativos de Chamadas de Táxi

Tema controverso e que permeia toda a categoria, os aplicativos de chamada de corridas de táxi foram assuntos do 1º Seminário de Aplicativos de Chamadas de Corridas de Táxi do Rio de Janeiro. O local para o debate foi a Expotáxi Brasil. Mais de 50 pessoas, entre dirigentes de cooperativas e representantes de empresas participaram do encontro, mediado pelo jornalista de O Dia, Luiz Almeida.

Algumas ações como a criação de um aplicativo único para todas as cooperativas de uma região, através de um meio de integração, também foram comentados.

Para se ter uma ideia da importância do assunto, na cidade do Rio de Janeiro mais da metade da frota de táxis – de 33 mil veículos – possui cadastro em aplicativos de chamadas de corridas. Para não perder mercado, as empresas de táxi estão lançando aplicativos próprios ou realizando parcerias com as empresas desenvolvedoras.

Rogério Casagrande, da Original Software, afirmou que “as cooperativas devem trabalhar uma forma de captura de pedidos. E isso precisa acontecer através de uma ferramenta que não seja nociva”. Marcelo Sicsú, da Wappa, disse que a empresa deseja que “o taxista atinja a meta do dia mais rapidamente, ganhando mais”.

Para o diretor da Smartsis, Marcelo Penner, o objetivo é defender as cooperativas. Por fim, Ricardo Góes, da Táxi Machine, pontuou a necessidade da inserção. “Os aplicativos chegaram e as empresas estão cientes da necessidade de se adaptarem ao mercado”, disse.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


%d blogueiros gostam disto: