Estratégias para o sucesso

Bases_450 x 450 px_PauloRezendePaulo Roberto Rezende é palestrante e consultor nas áreas de Treinamento e Desenvolvimento, Liderança, Planejamento Estratégico, Comunicação Empresarial, Redação Técnica, entre outras. Graduado em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, com pós-graduação em Gestão Estratégica Empresarial e em Docência de Ensino de Nível Superior.

Não se engane e nem se desespere: nos ambientes corporativos, encontramos, sim, personagens capazes de inspirar obras-primas tragicômicas: dos empreendedores, sonhadores, mestres, líderes, amigos, criativos, aos malandros, polipolares, desligados, workaholics, fanáticos, histriônicos, desorientados, dissimulados, desafetos e, claro, bajuladores. A lista é quase infinita, porém tranquilize-se; mais cedo ou mais tarde, muitos somem das nossas vidas – ou eles ou nós saímos de cena! Espere apenas o momento certo.

Onde estão? Disfarce e olhe ao redor, mas, cuidado, no máximo sorria entredentes, como Mona Lisa…

Para os normais como nós (alguém duvida?), conviver com esses tipos é tarefa estressante porque na maioria das vezes não dispomos de boas saídas de curto prazo. Como vírus, infiltram-se das equipes de limpeza à alta cúpula, ora travestidos de peões-humildes-mas-amigos-íntimos-dos-donos, ora de aspones soberbos, protegidos por padrinhos poderosos. Pandêmicos, são vistos em quitandas, multinacionais, igrejas, escolas e até em cooperativas. Não tem jeito.

Se o nosso objetivo é ser feliz – o que deve possível inclusive no ambiente corporativo – o que fazer? Como enfrentar essas figuras que transitam nos bastidores com o objetivo de não perder o prestígio e o poder, seja lá como for? Como conviver com esses gênios que às vezes até se arriscam em realizar alguma coisa? – afinal, ninguém é perfeito!

Lamentavelmente, não é possível responder de forma objetiva, do tipo “faça isso ou aquilo”; sequer saberia dizer quem deveria ser procurado em caso de crise (do outro, claro!): psicólogo? Psiquiatra? Médium? Padre? Polícia? Falar com a secretária? Não sei – e desconfio que ninguém saiba com certeza.

 Ao longo da vida profissional, tive a oportunidade de atuar em empresas de todos os portes. Sem medo de errar, posso afirmar que nesses cenários vi – e vivi! – quase tudo: desde ações generosas e inesquecíveis, a descobertas de que existe, sim, muita gente esquisita (e perigosa) solta por aí. O que nos conforta e nos dá esperanças é que nem tudo está perdido: se não temos como interferir no “jeito especial” do outro, somos soberanos em relação a nós mesmos – e isso, afinal, é o que importa não perder de vista!

Ninguém merece insônias, engalfinhar-se pelos corredores, matar um leão por dia para defender nobres pontos de vista, obter chance de crescimento, ser reconhecido ou se mostrar capaz. Sem dúvidas, hão de existir caminhos menos tortuosos. O conceito de sucesso – como o de felicidade, satisfação, realização – é algo íntimo e está atrelado a fatores imensuráveis: a nossa história, os genes, o ambiente, as pessoas a quem ensinamos e que nos ensinam, as a quem amamos, ou não, tudo isso forja a nossa cosmovisão e molda os nossos valores.

Nos próximos números, trataremos de alguns temas, como comunicação, planejamento, liderança, conflitos, entre outros, cujas competências podem ser adquiridas, desenvolvidas e aperfeiçoadas sem esforços sobre-humanos: estimulados, podemos nos sentir seguros para ousar e crescer, contribuindo para o engrandecimento da organização e dos grupos dos quais fazemos parte. Remetendo-nos a Francisco de Assis, que nessa jornada possamos, juntos, aprender a preservar as coisas boas,  desenvolver o que pode ser desenvolvido e a mudar o que deve ser mudado – para melhor!

CIRCULANDO

A criação da Subcomissão Especial do Cooperativismo foi aprovada em abril na Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara dos Deputados. O objetivo é debater importantes temas que tramitam na Câmara dos Deputados e são afetos a todos os ramos do cooperativismo.

O Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) tem um novo parceiro a partir de março: a Azul Linhas Aéreas, que oferecerá vantagens no programa de recompensas da companhia, o Tudo Azul, por meio do Programa de Recompensas dos cartões Sicoobcard, o Sicoobcard Prêmios.

O Instituto Europeu de Formação Avançada lançou o primeiro curso de MBA em gestão e direito cooperativo (iMBA) durante a Expocoop 2014, Feira Mundial do Cooperativismo que aconteceu em maio, em Curitiba. O iMBA foi desenvolvido para responder às necessidades dos executivos cooperativistas e conciliar a vida pessoal e profissional com a exigência de uma valorização de excelência e a obtenção de uma visão nova e atualizada da gestão de cooperativas, de forma a não interferir no dia-a-dia de trabalho do aluno.

Oito cooperativas do Estado Rio de Janeiro estão representadas no livro Histórias de cooperação – 366 cooperativas brasileiras que constroem um mundo melhor, produzido pelo Sistema OCB. A publicação apresenta 366 histórias de cooperativas de todo o Brasil. Pelo Rio de Janeiro, estão a Bordados Natividade, Chave Real, Coagro, Coopas Multimagens, Cremendes, Sicoob Cred RioNorte, Unimed Rio e Unimev Rio.

O Rio sediou, em maio, a 3ª Conferência Estadual de Economia Solidária. Com o tema Construindo um Plano Estadual da Economia Solidária para promover o direito de produzir e viver de forma associativa e sustentável, a conferência foi o ponto de partida para o Plano Nacional, que será debatido em Brasília, em novembro.

A operadora logística Coopercarga foi selecionada pela fabricante de bebidas Ambev para operar o primeiro caminhão totalmente movido a GNV (gás natural veicular), um modelo Constellation 24.280 6×2, da Volkswagen. O veículo, que entrou em circulação em maio, abastece a região central do Rio de Janeiro, onde será testado por seis meses. Estima-se uma redução de 20% em emissões de CO2 em comparação às operações com veículos movidos a diesel e apresenta estimativa de ganho na operação (R$/km) de aproximadamente 10%.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


%d blogueiros gostam disto: